Notícias

Ano 2018 - Ano 2017 - Ano 2016 - Ano 2015 - Ano 2014 - Ano 2013 - Ano 2012 - Ano 2011 - Ano 2010 - Ano 2009 - Ano 2008 - Ano 2007 - Ano 2006

Ano 2012

12/7/2012
SIAL Brazil 2012 supera expectativas e projeta crescimento de 30% para a edição de 2013

O Salão Internacional da Alimentação para a América Latina reuniu novidades e tendências de 33 países diferentes

São Paulo, julho de 2012 – A 1ª edição do SIAL Brazil – Salão Internacional da Alimentação para a América Latina, realizado no Expo Center Norte, de 25 a 28 de junho, superou as expectativas de expositores e visitantes. Nos quatro dias de evento, promovido pela BTS Informa, em parceria com a Comexposium, 11.983 visitantes puderam conferir entre as 400 marcas nacionais e internacionais as novidades e tendências do setor de alimentos e bebidas voltadas para o varejo e o food service. A feira contou com a participação de empresas de 33 países diferentes.

"Conseguimos apresentar o SIAL como um evento que mostra inovação e tendências do mundo inteiro para o mercado de alimentos e bebidas. Por ser a primeira edição, tivemos um espaço de 30% para expositores nacionais e 70% para os outros países. Para 2013, projetamos um crescimento de 30% e esperamos ter uma maior participação das empresas brasileiras", antecipa Fabrício Baroni, diretor da BTS Informa..

Na avaliação dos expositores, as principais forças do SIAL Brazil estão na presença de marcas mundiais e na qualificação do público. "A 1ª edição do SIAL superou nossas expectativas", diz Maria Helena da Rocha, coordenadora da comissão de ética da Agrofamília. A opinião é compartilhada pelo gerente de Contas da Garoto, Alain Wehbe. "Estamos felizes com nossos resultados, e pretendemos voltar na próxima edição". Outras marcas importantes, como a Zaeli confirmaram o interesse de clientes de várias partes do mundo em conhecer os produtos brasileiros. "Durante os dois primeiros dias de evento recebemos visitantes da França, China, Chile, Peru e Uruguai", conta Paulo Geovanelli, diretor comercial da empresa.

Marcas globais

O balanço também foi positivo para as empresas dos Pavilhões Internacionais. “O número de restaurantes italianos cresce cada vez mais no Brasil, e sabemos que o brasileiro tem um gosto muito próximo do italiano. Estamos surpresos com a qualidade dos expositores e visitantes da feira, além da ótima organização”, afirma Donato Cinelli, responsável pelo Pavilhão do Italiano. Para Fernando Zuloaga Albarrán, Ministro Agropecuário do México, “o Brasil é uma importante plataforma de desenvolvimento econômico dos países do Mercosul”.

Na avaliação dos expositores da Turquia e da Espanha, os bons contatos gerados durante o evento devem ampliar as vendas este ano. “A decisão de vir para o SIAL foi ampliar a nossa rede de clientes no Brasil, onde mantemos uma filial há oito anos, em Mossóro (RN), para produção e comercialização de frutas. Devemos triplicar as vendas este ano, após os contatos realizados durante o evento”, comemora Juan Puchades Ricart, gerente geral da empresa espanhola Bollo.  A produtora de azeites  da Turquia Gata Food também projeta novos negócios, após o SIAL. “Estamos com um contrato quase fechado com uma importadora de São Paulo”, diz Büllent Soydan.

Produto inovador

O destaque do evento foi o espaço SIAL Innovation, que trouxe cerca de 20 produtos inovadores de todas as edições do SIAL de 14 empresas. A marca brasileira La Pastina, que apresentou a Bruschetta La Pastina, foi a grande vencedora e recebeu o selo  “Produto Inovador”. Os produtos foram avaliados por um júri internacional do XTC World Innovation, especializado em tendências e inovações de consumo de alimentos e bebidas. Das empresas escolhidas, quatro eram brasileiras e as demais representantes de países como Turquia, França, EUA, Coreia do Sul e Sri Lanka.

Além da área de exposição de produtos e serviços, o SIAL Brazil foi palco para Rodadas de Negócios, promovidas pela Confederação Nacional da Indústria com cerca de 100 pequenas e médias empresas brasileiras, europeias e latino-americanas. 

Um público estimado em 40 pessoas também pode acompanhar as conferências, nos dias 26 e 27, sobre o mercado mundial de alimentos e bebidas, com destaque para a palestra de Frederic Gautier, membro do XTC World Innovation Latin America.

O evento conta com o patrocínio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e apoio institucional da Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias (ABIMA), Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos (ANIB), Associação dos Distribuidores de Bebidas do Estado de São Paulo (ADIBE), Instituto Brasileiro de Frutas (IBRAF), Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes (ABIS), Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado de São Paulo (SINCOVAGA), Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN) e Câmara de Comércio Mercosul.

A segunda edição do SIAL Brazil está confirmada 2013, entre os dias 25 e 28 de junho, no Expo Center Norte. O evento ocorre na mesma data e local da Fispal Food Service, maior evento da alimentação forra do lar da América Latina.

Sobre o SIAL Paris

Criado em 1964, em Paris, o SIAL tornou-se marca de referência global para os players do setor de agroalimentos, incluindo o Brasil. Em 2010, milhares de brasileiros, entre eles representantes dos 18 maiores grupos de varejo do país, participaram das feiras organizadas pelo grupo na Ásia, América do Norte, Oriente Médio, Europa e América Latina. Foram 2.403 visitantes e 125 expositores em 2.850 m2 de estandes, distribuídos pelos setores de carne, laticínios, bebidas e linha gourmet. Mais informações sobre a feira podem ser conferidas no site  www.sialbrazil.com

Sobre a BTS Informa

Segunda maior promotora de feiras do País, a BTS Informa consolida-se como a principal promotora voltada para a cadeia produtiva de alimentos e bebidas na América Latina, com feiras e publicações que são referência no mundo inteiro.

Seu portfólio inclui nomes como: Fispal Tecnologia, FispalFood Service, Fispal Hotel, Fispal Café, ABF Franchising Expo, TecnoSorvetes, TecnoCarne, MercoAgro, ForMóbile,  Serigrafia, FispalFood Service Nordeste, Fispal Tecnologia Nordeste e ABF Franchising Expo Nordeste. Na área editorial é responsável pela publicação da Revista Nacional da Carne, Leite e Derivados, Silk–Screen e Sign quatro maiores e mais importantes publicações técnicas dos seus segmentos.

A BTS possui escritórios em São Paulo (sede), Curitiba e Recife, nos quais conta com uma equipe de profissionais altamente qualificados para investir em novas oportunidades e conquistar espaços que façam de seus produtos a porta de entrada para quem quer fazer negócios na América Latina.  Informações: www.btsinforma.com.br

Sobre o Comexposium

O grupo Comexposium foi criado a partir da fusão de dois dos maiores players do setor feiras na França - Comexpo e Exposium. Esta união nasceu a partir do compromisso estabelecido pelos seus respectivos acionistas, Câmara de Comércio e Indústria de Paris e Unibail-Rodamco. Gerando um volume de negócios de 208 milhões de Euros em 2010, têm uma posição de liderança e com um portfólio de 136 eventos. É o maior organizador de feiras de negócios na França e líder europeu no setor.

As feiras organizadas pela Comexposium como SIAL, Sima, Intermat, Cartes, e outros, são líderes nos segmentos e representam excelentes oportunidades para fazer negócios e contatos. A empresa é também o principal nome na área do consumo comercial (Salon de l'Agriculture, Foire de Paris, no Salon du Cheval), graças à sua capacidade única de organizar eventos com um grande impacto de mídia, sempre atraindo milhares de visitantes.

Os eventos organizados pelo grupo representam 17 diferentes setores de atividade e um vasto conhecimento sobre as mudanças e crescimento de cada setor garantem o apoio às diferentes necessidades estratégicas dos clientes que buscam o desenvolvimento internacional, a introdução em novos mercados ou fidelização de clientes.

Sobre o Informa Group

O Informa Group tem uma atuação global, em 40 países, na promoção de feiras e eventos em importantes setores econômicos, como saúde, energia, imobiliário, marítimo, transporte e finanças. Empresas, profissionais e acadêmicos de todo o mundo têm participado dos mais de 10 mil eventos (de treinamentos técnicos para executivos a feiras) e das 200 feiras organizadas, anualmente, pela Informa Exhibitions, divisão da Informa plc.

Em seu portfolio estãomarcasconsolidadascomo: IPEX, Monaco Yacht Show, Vitafoods, Cityscape, Arab Health, The World Sugar and Ethanol Congress, The World Fruit Juice Congress, Angra Middle East e Rice Africa.

O grupo,com o suporte de seus 150 escritórios localizados no Brasil, Inglaterra, Emirados Árabes, Índia, Singapura, China e Áustrália, emprega mais de 8 mil pessoas, e a sua divisão de publicações acadêmicas e técnicas tem 55 mil títulos catalogados. Mais informações: www..informaexhibitions.com / www.informa.com

12/7/2012
Sorvete em dias frios não causa resfriado ou dor de garganta

Tomar sorvete em dias frios pode causar dor de garganta ou resfriado? De acordo com o otorrinolaringologista Valmir Murbasch, a resposta é não, uma vez que não há pesquisas que comprovem essa relação. "Isso vem das 'mães de antigamente' que contavam essas histórias para os filhos. É um mito que foi passando de geração em geração", conta Murbasch, ressaltando que o que provoca tais complicações são vírus.

O especialista afirma, aliás, que o sorvete pode ser um alívio para quem está com dor de garganta. Não é à toa que médicos e dentistas recomendam o consumo do alimento para quem acaba de operar as amídalas ou extrair o temido dente do siso. Justamente por ser gelado, o sorvete evita hemorragias no local. "O raciocínio é o mesmo de quando a gente bate o joelho e coloca gelo para aliviar a dor", diz.

Além disso, quando se está com a garganta inflamada, tormar sorvete pode trazer mais conforto do que a ingestão de alimentos quentes, como chás e sopas.

10/7/2012
Empréstimo de bens gera crédito de ICMS

Por Bárbara Pombo | De Brasília

Sem discussões entre os ministros, a 2ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que as empresas podem aproveitar créditos do ICMS sobre ativos cedidos para terceiros pelo chamado contrato de comodato – quando o bem é emprestado durante determinado período para outra companhia ou para o próprio consumidor. O precedente favorece os setores de bebidas, sorvetes, combustíveis, telecomunicações e automóveis que, normalmente, cedem bens para estabelecimentos que revendem seus produtos.

Com a decisão, a Fratelli Vita Bebidas, que pertence à Ambev, conseguiu cancelar uma cobrança de mais de R$ 1 milhão. A empresa foi autuada em 1999 por descontar do valor a ser pago de ICMS créditos decorrentes da compra de mesas, cadeiras, congeladores e chopeiras. Os bens, de propriedade da Fratelli, foram emprestados a bares e restaurantes – pontos de venda de cervejas e refrigerantes fabricados pela empresa.

O Fisco do Rio de Janeiro  cancelou o abatimento e exigiu a diferença por considerar que o empréstimo seria marketing e teria o objetivo apenas de promover os produtos, e não colocar em prática a atividade principal do contribuinte – a fabricação de bebidas. O regulamento do ICMS fluminense (Lei Estadual nº 2.657, de 1996) autoriza o uso de créditos apenas se o ativo permanente da empresa for necessário ao negócio principal do contribuinte.

O Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RJ) havia decidido de forma favorável à Fazenda fluminense. Os desembargadores entenderam que o empréstimo das mercadorias não integram a cadeia produtiva. Mas o ministro do STJ, Mauro Campell Marques, relator do caso, admitiu o uso dos créditos. Para ele, o empréstimo das mercadorias está dentro da atividade profissional da empresa, que é a fabricação de cervejas e refrigerantes. Por serem de propriedade da Fratelli – ou seja, integrados ao ativo permanente -, a compra das mercadorias dá direito ao crédito, como prevê a Lei Kandir (Lei Complementar nº 87, de 1996).

O fato de os bens em discussão serem objeto de contratos de comodato realizados com terceiros (revendedores) não implica óbice ao creditamento do ICMS, afirma o relator na decisão. Campbell foi seguido pelos outros quatro ministros da turma.

Para advogados que representam as empresas, a decisão confirma um argumento defendido há anos por contribuintes: o bem emprestado é de propriedade da empresa e usado em sua atividade principal ainda que em posse de outros estabelecimentos. É um precedente muito importante, diz André Maury, do Bichara, Barata, Costa amp; Rocha Advogados, escritório que assumiu o caso da Fratelli recentemente.

Procurada pelo Valor, a Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ) informou que aguarda a publicação do acórdão para analisar a decisão judicial.

Em Minas Gerais, onde o abatimento é proibido por norma da Fazenda Estadual, a expectativa é que a decisão tenha repercussão no conselho de contribuintes. Mas é um reforço também na discussão judicial. É um tema que gera muita autuação, afirma o tributarista mineiro Alessandro Mendes Cardoso, do escritório Rolim, Viotti amp; Leite Campos.

De acordo com Aldo de Paula Junior, do escritório Azevedo Sette Advogados, os valores dos equipamentos são altos. Dessa maneira, com uma tributação de 12% ou 18%, mais multas e juros, as autuações chegam a elevados valores. Não é uma das grandes questões que preocupam os Estados, mas os valores são significativos, diz o advogado, acrescentando que o precedente poderá ser usado por contribuintes de diversos setores que estejam na mesma situação, mas especialmente para as empresas de telefonia. O argumento para elas é mais forte porque a vinculação dos bens cedidos com a finalidade da empresa é muito maior.

Um exemplo seria dos celulares corporativos, cedidos a empresas para que utilizem os serviços de determinada operadora. Ligações e envio de torpedos também são tributadas pelo ICMS. O aparelho é apenas um instrumento para isso, afirma.

Fonte: Blog Tributo e Direito

28/6/2012
Tomar sorvete no inverno faz mal à saúde?

Especialista esclarece mitos sobre o consumo do alimento durante esse período

No verão ele faz o maior sucesso. Mas quando chega o inverno, o sorvete deixa de ser o protagonista para dar lugar aos cafés e cappuccinos bem quentinhos. Muita gente abre mão desse alimento por acreditar que ele prejudica o organismo durante os meses mais frios, contribuindo para gripes, resfriados, dores de garganta. Será? O otorrinolaringologista Valmir Murbasch esclarece o assunto.

Gripes e resfriados

De acordo com Murbasch, não há pesquisas que comprovem o surgimento de gripes e resfriados por causa da ingestão de sorvetes. Os responsáveis por essas doenças são os vírus.

— Isso vem das 'mães de antigamente' que contavam essas histórias para os filhos. É um mito que foi passando de geração em geração — explica.

O otorrinolaringologista afirma que poucas pessoas têm sensibilidade ao gelado. No geral, condições climáticas é que favorecem o surgimento desses males, tais como a mudança brusca na temperatura, a poluição intensa e ar com pouca umidade.

Alívio da dor

Quando médicos e dentistas recomendam o consumo de sorvete após cirurgia de amídalas ou extração do dente siso, não é à atoa. Por ser gelado, ele evita hemorragias no local.

— O raciocínio é o mesmo de quando a gente bate o joelho e coloca gelo para aliviar a dor — explica Murbach.

Consumo de sorvete no Brasil

Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Sorvete, o consumo desse alimento está crescendo. Em 2011, o consumo per capita foi de 6 litros, quase o dobro da quantidade registrada em 2003, de 3,82 litros.

— O sorvete cada vez mais deixa de ser apenas sobremesa para se tornar alimento, consumível em qualquer momento do dia e em qualquer estação do ano.

Nutritivo

O sorvete é uma fonte de proteína, carboidrato e lipídeo. Como alguns possuem até 70% de leite na composição, é possível encontrar o mineral cálcio, fundamental para formação e manutenção de dentes e ossos.

Por outro lado, alguns tipos de sorvete são ricos em gordura, que confere a textura macia. Por isso, olhe sempre a tabela nutricional e dê preferência aos sorvetes feitos com fruta e água, que são menos calóricos. Para quem sofre de diabetes, existem as opções de sovertes diets.

Fonte: clicrbs

28/6/2012
Confederação Nacional da Indústria reúne pequenas e médias empresas no SIAL Brazil 2012

A entidade promove diversas atividades para fomentar negócios durante a feira

São Paulo, junho de 2012 – Cerca de 100 pequenas e médias empresas brasileiras, europeias e latino-americanas terão a oportunidade de estreitar as relações comerciais com potenciais compradores internacionais, durante a primeira edição do SIAL Brazil - Salão Internacional de Alimentação para a América Latina, promovido pela BTS Informa, de 25 a 28 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo. As atividades de fomento aos negócios estão sendo organizadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em uma ação conjunta com Sesi, Senai e o Instituto Euvaldo Lodi.

Fazem parte das ações as Rodadas de Negócios internacional, que acontecem nos dias 26 e 27, no estande da CNI, com 19 compradores (11 latino-americanos e 8 europeus), as visitas técnicas, nos dias 27 e 28, na Panificadora Cepam e na unidade do Senai da Barra Funda, na capital paulista, além de um série de palestras técnicas sobre o setor de alimentos e bebidas para o público presente ao SIAL Brazil.

De acordo com Isabella Sousa, assistente da área de Projetos da CNI, ainda há vagas para as empresas interessadas em participar das Rodadas de Negócios, e as inscrições podem ser feitas no estande (Rua A – 45/46) ou pelo telefone (11) 9804-8977.

Sobre o Programa Al-Invest

O Programa AL-Invest, financiado pela Comissão Européia, tem como objetivo apoiar o fortalecimento e internacionalização das pequenas e médias empresas latino-americanas, o intercâmbio de inovações e conhecimento, e promover negócios com empresas européias. No Mercosul, Chile e Venezuela, o Programa é implementado e co-financiado por um consórcio de instituições liderado pela Confederação Nacional da Indústria.

Sobre a BTS Informa

Segunda maior promotora de feiras do País, a BTS Informa consolida-se como a principal promotora voltada para a cadeia produtiva de alimentos e bebidas na América Latina, com feiras e publicações que são referência no mundo inteiro. Seu portfólio inclui nomes como: Fispal Tecnologia, FispalFood Service, Fispal Hotel, Fispal Café, ABF Franchising Expo, TecnoSorvetes, TecnoCarne, MercoAgro, ForMóbile, Serigrafia, FispalFood Service Nordeste, Fispal Tecnologia Nordeste e ABF Franchising Expo Nordeste. Na área editorial é responsável pela publicação da Revista Nacional da Carne, Leite e Derivados, Silk–Screen e Sign quatro maiores e mais importantes publicações técnicas dos seus segmentos. A BTS possui escritórios em São Paulo (sede), Curitiba e Recife, nos quais conta com uma equipe de profissionais altamente qualificados para investir em novas oportunidades e conquistar espaços que façam de seus produtos a porta de entrada para quem quer fazer negócios na América Latina. Informações: www.btsinforma.com.br

Sobre o Informa Group

Segunda maior promotora de feiras do País, a BTS Informa consolida-se como a principal promotora voltada para a cadeia produtiva de alimentos e bebidas na América Latina, com feiras e publicações que são referência no mundo inteiro. Seu portfólio inclui nomes como: Fispal Tecnologia, FispalFood Service, Fispal Hotel, Fispal Café, ABF Franchising Expo, TecnoSorvetes, TecnoCarne, MercoAgro, ForMóbile, Serigrafia, FispalFood Service Nordeste, Fispal Tecnologia Nordeste e ABF Franchising Expo Nordeste. Na área editorial é responsável pela publicação da Revista Nacional da Carne, Leite e Derivados, Silk–Screen e Sign quatro maiores e mais importantes publicações técnicas dos seus segmentos.
A BTS possui escritórios em São Paulo (sede), Curitiba e Recife, nos quais conta com uma equipe de profissionais altamente qualificados para investir em novas oportunidades e conquistar espaços que façam de seus produtos a porta de entrada para quem quer fazer negócios na América Latina.

Informações: www.btsinforma.com.br

O Informa Group tem uma atuação global, em 40 países, na promoção de feiras e eventos em importantes setores econômicos, como saúde, energia, imobiliário, marítimo, transporte e finanças. Empresas, profissionais e acadêmicos de todo o mundo têm participado dos mais de 10 mil eventos (de treinamentos técnicos para executivos a feiras) e das 200 feiras organizadas, anualmente, pela Informa Exhibitions, divisão da Informa plc.
Em seu portfolio estão marcas consolidadas como: IPEX, Monaco Yacht Show, Vitafoods, Cityscape, Arab Health, The World Sugar and Ethanol Congress, The World Fruit Juice Congress, Angra Middle East e Rice Africa. O grupo,com o suporte de seus 150 escritórios localizados no Brasil, Inglaterra, Emirados Árabes, Índia, Singapura, China e Áustrália, emprega mais de 8 mil pessoas, e a sua divisão de publicações acadêmicas e técnicas tem 55 mil títulos catalogados.

Mais informações: www.informaexhibitions.com / www.informa.com

1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6