Notícias

Ano 2017 - Ano 2016 - Ano 2015 - Ano 2014 - Ano 2013 - Ano 2012 - Ano 2011 - Ano 2010 - Ano 2009 - Ano 2008 - Ano 2007 - Ano 2006

Ano 2007

13/2/2007
TecnoLáctea deve gerar US$ 60 milhões em negócios.

Novas tecnologias e bons negócios são as atrações da 4ª TecnoLáctea, feira da indústria de leite e derivados, incluindo sorvete, que deve movimentar US$ 60 milhões este ano. Com a participação de 190 expositores, o evento bienal - organizado pelo Grupo Dipemar - deverá receber 15 mil visitantes e incrementar um setor que fatura R$ 14,5 bilhões - 8% da indústria de alimentos no País, segundo levantamento do Programa de Estudos dos Negócios do Sistema Agroindustrial (Pensa), com dados de diversas entidades. Em 2005, a feira movimentou US$ 40 milhões em negócios.
'Este ano, a TecnoLáctea traz novidades tecnológicas, soluções para melhorar a produtividade e aumentar a competitividade das empresas. E isso faz a diferença', diz a diretora do Grupo Dipemar, Maria Antonia Ferreira.
Programada para abril, de 24 a 26, no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo, o maior evento dirigido à indústria de lácteos apresentará uma novidade: uma sorveteria modelo.
'A grande novidade deste ano é o sorvete - um item que vem promover maior integração do segmento. Uma sorveteria com todo o aparato tecnológico será montada durante o evento e mostrará o ciclo do produto, desde a introdução do leite e componentes nas máquinas de sorvete até o produto pronto para consumo', exclama com entusiasmo Maria Antonia.
De acordo com dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o Brasil hoje é o sexto maior produtor mundial de leite. Em 2005, foram coletados 24,5 bilhões de litros de leite, uma evolução de quase 50%, em dez anos.
O Brasil não fica atrás também na produção de queijos. Já é o sexto maior produtor mundial e lidera na América do Sul, com uma produção de cerca de 495 mil toneladas em 2006.
Segundo Maria Antonia, o País conta com dois mil laticínios. O Estado de Minas Gerais reúne 34,4% dos estabelecimentos, São Paulo, 13% e Goiás, 10,4%. Dos laticínios com capacidade superior a 100 mil litros, 28,8% estão em Minas Gerais e 20,2% em São Paulo.
No entanto, em sorvete o Brasil deixa a desejar, diz a executiva. 'O País tem muito para crescer. O brasileiro precisa mudar o conceito sobre o produto. Ele não tem a cultura de tomar sorvete, à base de leite, como complemento alimentar. No Brasil, tomar sorvete é prêmio', enfatiza.
O consumo nacional de sorvete à base de leite é de 3,5 litros per capita enquanto o volume de consumo de sorvete em países nórdicos como Finlândia, Dinamarca e Noruega, ultrapassa 20 litros anuais per capita, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes (Abis). Na Argentina, o consumo anual per capita do produto é de 5 litros e no Chile, de 6,5 litros.
No ano passado, o Brasil produziu 499 milhões de litros de sorvete com um consumo de 501 milhões. Este ano, a expectativa de produção é de 505 milhões de litros com consumo de 507 milhões. A demanda maior que o consumo foi atendida pelas importações de gelados.

Gazeta Mercantil

9/2/2007
Sorvetes Häagen-Dazs sofrem mudança de embalagem em todos os países onde está presente.

A Häagen-Dazs, marca superpremium de sorvetes, traz novas embalagens para toda linha de produtos atualmente comercializados em pontos de varejo - com exceção das sorveterias. São 13 sabores nos tamanhos Pint (473 ml) . A mudança é global, ou seja, está acontecendo simultaneamente em mais de 54 países, e tanto layout, cor como a distribuição dos elementos e imagens presentes nos rótulos sofreram alterações. Os ingredientes receberam mais destaque visual - com valorização de cores e disposição de fotos, evidenciando a matéria-prima de primeira qualidade. A nova tabela nutricional traz informações importantes e está ainda mais completa com dados adicionais, tais como gordura trans e Vitamina A. Além disso, a nova embalagem utiliza a cor vinho - marca registrada Häagen-Dazs, um pouco mais clara, deixando-a ainda mais sutil e refinada.
Maxpress

8/2/2007
Boas Vindas !!

Recebemos como nossas novas associadas as empresas: TETRA PAK LTDA, FRISHER DO BRASIL LTDA, KIENAST & KRATSCHMER LTDA, POLOS INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MÁQUINAS LTDA E THEOTO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO.

ABIS

2/2/2007
Tentações geladas

Assim como o personagem Scooby-Doo, muita gente não resiste a uma boa colherada de sorvete, principalmente no verão. Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes (ABIS), só em 2006 o consumo foi de 507 milhões de litros.

Mas ainda é pouco se comparado aos países de clima frio ou a Nova Zelândia, campeã da lista. Por lá ultrapassa a média de 26 litros por habitante.

Cybercook Leia mais

31/1/2007
Dieta do Sorvete, corpo em forma no mês do carnaval.

É possível perder de 1 a 2 quilos por semana tomando muuuuito sorvete. "Se 80% das calorias diárias fornecerem as vitaminas, os minerais e os macronutrientes importantes para uma alimentação adequada, os outros 20% podem ser de puro prazer", garante a nutricionista Cynthia Antonaccio, da Equilibrium Consultoria em Nutrição e Bem-Estar, de São Paulo, que bolou este cardápio com 1,5 mil calorias para você se lambuzar durante cinco dias. Depois, é só fazer variações dos alimentos e sorvetes respeitando as porções recomendadas.

Revista Claudia Leia mais

1 - 2 - 3 - 4 - 5